Seguidores

segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

Mulher Gato - Upload - 06 Jan 2013




Mulher Gato - Todas edições (antes dos 52 da DC)

Mulher Gato - Especiais.rar
https://mega.co.nz/#!RpQ0mLrJ!DaKuLQRzxWR94XB_vrj55gSR8QsLbD13P1Ct8vuCOTw



Mulher Gato Vol 2 - 1993.rar
https://mega.co.nz/#!k5BmBB4R!Ir1nayzJBKUtId4MJJPZu3KeLp9H0uSBaCXLE1zmDjc


Mulher Gato Vol 3 - 2002.rar

https://mega.co.nz/#!J4BwWZRS!dOzvOjglxnSmCwUbBMLfKTn8dfMDj6km8PDrr0-nU5o



Links alternativos no upload

Mulher Gato Vol 1 + Especiais
http://uploaded.net/file/qeju9594


Mulher Gato Vol 2 (1993)
http://uploaded.net/file/it909ynp


Mulher Gato Vol 3 (2002)
http://uploaded.net/file/mnr4o3hc



A Mulher-Gato com o sucesso de sua personagem nas revistas do Batman, ganhou também uma série própria nos quadrinhos, e essa sua nova versão nessa série era muito mais aventureira e bem humorada. No final dos anos 90 o título rendeu seu 2º Volume, que durou até o número 82 nos EUA.
Em Batman Ano Um, Selina é retratada como uma garota-de-programa que decide abandonar o ofício para se tornar a ladra mais sensual, se tornando assim a Mulher-Gato.
Consecutivamente, foi lançado um especial intitulado Mulher-Gato, que reconta a origem da personagem.
Newell utiliza a caracterização de Miller em Batman Ano Um e elabora uma história paralela estrelada por Selina, cuja mesma era prostituta e após ser abusada por um cafetão e ir parar em um hospital, é treinada pelo Pantera que a ensina a lutar e a se defender. Depois disso, ela parte para o mundo do crime como a temível ladra conhecida como Mulher-Gato.
Após Zero Hora, o passado duvidoso da Mulher-Gato como garota-de-programa foi ignorado completamente.
Na história As Regras, de Catwoman 75, de 1999 (publicado no Brasil em Batman Premium 6 (Editora Abril)), a ladra felina é baleada e relembra mais uma parte do seu passado. Selina rememora o tempo em que passou no circo de Del Halperm. A ainda adolescente Selina é pega em flagrante por Del ao bater carteiras no circo. Ele propõe que ela entre para a trupe, pois ao fazê-lo poderá bater carteiras livrevemente por fazer parte deles. Selina aceita. Lá ela recebe treinamento físico, como contorcionismo e equilibrismo, e Del torna-se uma influência poderosa que ajuda a forjar seu caráter corajoso, aventureiro e trapaceiro.


Ainda na senda dos anti-heróis, agora no feminino, Catwoman é uma das personagens mais multifacetadas dos comics: ladra profissional, mãe e, ocasionalmente, combatente do crime. É, porém, na sua relação com Batman que mais ressalta a sua ambivalência pois ora é sua oponente, ora é sua aliada e até amante.
    Desconcertante, Catwoman disse certa vez ao Cavaleiro das Trevas que este jamais a entenderia porque o seu mundo é feito somente de sombras cinzentas. Ao longo das décadas, esta fascinante personagem sofreu várias metamorfoses, reforçando ainda mais a aura de mistério em torno dela.

Criadores: Bob Kane e Bill Finger (os mesmos de Batman)
Primeira aparição: Batman nº1 (1940)
Licenciadora: Detective Comics
Identidade civil: Selina Kyle
Origem: Gotham City
Família conhecida: Brian e Maria Kyle (pais falecidos), Maggie Kyle (irmã) e Helena Kyle (filha)
Base de operações: Gotham City
Filiação: Renegados, Liga da Injustiça. Sociedade Secreta de Supervilões
Poderes e armas: Selina Kyle é uma extraordinária atleta e acrobata, dotada de agilidade felina. Domina várias artes marciais. É também exímia no manejo do chicote que é a sua arma de eleição, a par da sua sensualidade.

    Catwoman surgiu em 1940, no primeiro número da revista "Batman", a mesma onde também se estreou o Joker. Originalmente, ela era chamada deThe Cat e não possuía um uniforme. À medida que os anos foram passando, porém, o seu guarda-roupa primou pela variedade.
    Bob Kane e Bill Finger trabalharam arduamente para encontrar o visual e o nome perfeitos para a personagem. Com o tempo ela ganhou o nome de Selina Kyle. Tratava-se da dona de diversas lojas de animais que decidiu um dia tornar-se uma ladra e, como tinha uma especial predileção por felinos, adquiriu o nome de Catwoman para atuar em Gotham City como criminosa profissional.
     Catwoman sempre se assumiu como uma ladra inescrupulosa face à qual Batman sempre revelou maior tolerância do que relativamente aos demais criminosos. Após recuperar os pertences furtados por Selina, Batman permitia sempre que ela escapasse.
    Não era, com efeito,  considerada uma personagem maldosa, mas também estava longe de ser uma heroína. Era antes uma mulher aventureira e rebelde que sentia um prazer imenso em não cumprir a lei e infernizar a vida do Homem-Morcego.
     Nos confrontos entre ambos, havia sempre uma certa tensão sexual. Por diversas vezes é enfatizada a ideia de que um morcego não passa de um rato voador, e uma gata pode com facilidade caçar tal animal.
     Órfã desde menina, Selina Kyle passou algum tempo num orfanato feminino, do qual fugiu. Desde muito cedo que foi marcada pela tragédia: a mãe suicidou-se em resultado dos maus-tratos infligidos pelo marido alcoólico.
     Na nova versão da sua origem, retratada em "Batman: Ano Um", da autoria de Frank Miller, Selina é apresentada como uma prostituta que decide trocar a mais velha profissão do mundo pela de ladra.
    A sua inspiração para se tornar a Catwoman terá derivado da observação do próprio Batman. Após anos atuando como ladra em Gotham City e no mundo, Selina tornou-se a protetora do Eastside, bairro em que viveu e trabalhou como prostituta após fugir do orfanato. Hoje mãe, Selina tenta passar o "manto" Catwoman para  a sua protegida, a jovem Holly. Tarefa essa que se tem revelado complicada  devido aos apuros em que Holly tende a  meter-se. Recentemente, Selina deu a sua filha Helena para adoção, renunciando à maternidade. Em resultado do fracasso da preparação de Holly para assumir a identidade de Catwoman, Selina voltou a patrulhar Gotham em conjunto com Batman e Robin.
      Desde a década de 1960, várias foram as atrizes que vestiram a pele da Catwoman no cinema e na televisão. Dentre elas, destacam-se Julie Newmar (na série televisiva "Batman and Robin"), Michelle Pfeiffer ( no filme "Batman Regressa" de Tim Burton) e Halle Berry (no inenarrável "Catwoman" de 2004). Já este ano foi confirmado que Anne Hathaway será a senhora que segue no terceiro filme de Batman, realizado por Christopher Nolan. 
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 pessoas arrotaram nos comentários:

Postar um comentário