Seguidores

terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Hellboy






Hellboy - Todas as HQs em ordem de leitura
(1993) Especial - Primeira Aparicao do Hellboy
(1994) Hellboy Sementes da Destruição
(1995) Hellboy O Despertar do Demônio
(1997) Hellboy e Ghost
(1998) Hellboy - O Caixão Acorrentado e Outras
(1998) Painkiller Jane Hellboy
(1999) Hellboy - mao direita da perdicao
(1999) Hellboy Jr
(2000) Batman Hellboy Starman
(2001) Hellboy o Verme Conquistador
(2002) Savage Dragon & Hellboy
(2003) Hellboy - Weird Tales
(2003) The Art of Hellboy
(2004) The Goon e Hellboy
(2005) Hellboy - contos bizarros
(2005) Hellboy - paragens exoticas e outras
(2006) Hellboy - BPDP volume1
(2006) Hellboy - Makoma
(2006) Hellboy - A Ilha
ou http://uploaded.net/file/ttakmanq

(2008) Abe Sapien - O Afogamento
(2008) BPRD
(2008) Hellboy - O Vigarista e outras
(2008) Hellboy - The Golden Army
(2008) Hellboy Chamado das Trevas
(2009) Hellboy - A Noiva do Inferno
(2010) Hellboy - A Tempestade
(2010) Hellboy - Bestas de Burden
(2010) Hellboy - Caçada Selvagem
(2010) Hellboy - O Legado Whittier
(2010) Hellboy no Mexico
(2010) Hellboy - Wild Hunt
(2011) Hellboy - A Furia
https://mega.co.nz/#!Z4hwDLJD!JFM8_jetNBNG1YhtkWJ-iGroUDUbIZx4ee208Kp6U5s
ou http://uploaded.net/file/o7nfyxwq




          Até 1993, Mignola  limitara-se a ilustrar o trabalho de outros. Isso mudaria quando nesse mesmo ano foi convidado pela Dark Horse Comics (uma editora conhecida por publicar bandas desenhadas baseadas em filmes de sucesso), a participar num desses projetos. Iniciou-se assim uma parceria duradoura entre Mignola e a Dark Horse, da qual resultaria o nascimento de Hellboy.
          Há muito que Mignola desejava desenvolver uma nova personagem. "A ideia era criar um tipo de monstro com bom coração que trabalhasse como investigador do paranormal", declarou o "pai" de Hellboy quando entrevistado anos atrás. Desse projeto nasceu um demónio musculado, de pele vermelha , cornos e cauda, norteado por um enorme sentido de justiça, decorrente da educação recebida da sua família adotiva. Para criar Hellboy, Mike misturou habilmente elementos retirados das obras de mestres do terror como Edgar Allan Poe e H.P. Lovecraft.
           Nos anos subsequentes, Mike escreveu e ilustrou numerosas edições de Hellboy, revelando gradualmente detalhes sobre o passado da personagem. Este e outros trabalhos valeram-lhe alguns do mais prestigiantes prémios dos quadradinhos, como os  Eisner Awards e  os Harvey Awards.
           Quando, em 2004, a adaptação cinematográfica de Hellboy se tornou realidade, Mike Mignola nem queria acreditar, tantos foram os projetos anteriormente recusados pelos estúdios de Hollywood.  Mike encontrou no realizador Guillermo del Toro um parceiro criativo perfeito visto que ambos comungavam das mesmas ideias para transportar herói demoníaco ao grande ecrã. A este propósito, Mike confidenciou um dia: "Guillermo del Toro deve ser o único tipo que gosta mais do Hellboy do que eu."
           Apesar do filme ter catapultado Hellboy e o seu criador para a ribalta, este manteve-se humilde: "A grande diferença é que agora vivo num mundo em que as pessoas conhecem realmente o Hellboy", declarou dias após a estreia da película nos cinemas norte-americanos.
Hellboy é a obra-prima de Mignola.



Poderes e armas: Superforça, sentidos aguçados, resistência sobre-humana, longevidade, fator de cura, vasto conhecimento do sobrenatural e capacidade inata para compreender línguas mágicas são os principais poderes de Hellboy. Aos quais se soma a Mão Direita do Destino: bastante maior do que a esquerda, a sua mão direita é feita de pedra vermelha e pode servir como chave para libertar o demónio Ogdru Jahad, que desencadearia o apocalipse. Também costuma transportar no seu cinto de utilidades ervas mágicas, ferraduras, relíquias sagradas, granadas e uma vasta parafernália de instrumentos. Quase como uma extensão natural do seu corpo, a pistola que lhe foi ofertada pelo antigo super-herói Tocha da Liberdade é a arma de eleição de Hellboy sempre que enfrenta ameaças sobrenaturais.

A estreia de Hellboy em San Diego Comic-Con Comics nº2 (1993).
Biografia: Anung un Rama, o ser que posteriormente se tornaria Hellboy, foi descoberto na noite de 23 de dezembro de 1944 numa ilha da costa escocesa. Convocado à Terra pelo pérfido mago russo Grigori Rasputin, ao serviço dos nazis, o demónio bebé materializou-se a quilómetros de distância, no adro de uma igreja em East Bromwich. Aí foi encontrado por uma equipa de soldados americanos com a missão de investigar o estranho ritual levado a cabo por Rasputin. Entre eles, encontrava-se o Professor Trevor Bruttenholm, do Departamento de Pesquisa e Defesa Paranoramal (DPDP). Bruttenholm batizou o pequeno demónio de Hellboy e levou-o para as instalações do DPDP onde seria treinado em segredo para ser um investigador do paranormal.
                   Em 1952, com apenas oito anos de idade e após uma temporada numa base aérea norte-americana no Novo México, Hellboy ingressou no DPDP. Nesse mesmo ano, foi-lhe atribuído pelas Nações Unidas o estatuto de humano honorário.
                 À medida que os anos passavam, o seu corpo ia envelhecendo mas esse processo não era acompanhado pela sua mente. Com efeito, Hellboy tem a aparência de um homem de meia-idade mas a maturidade emocional e psicológica de um adolescente, o que se traduz numa proverbial irreverência. Interessou-se ao longo dos anos por diversos temas ligados ao Oculto e ao sobrenatural, tais como possessões demoníacas, assombrações, exorcismos, encantamentos e artefactos místicos. Isso permitiu-lhe tornar-se no principal agente de campo do DPDP, viajando pelos quatro cantos do mundo e enfrentado múltiplas ameaças sobrenaturais. A ele juntou-se um lote de criaturas bizarras dotadas de poderes sobre-humanos: Liz Sherman (uma jovem pirocinética); Abe Sapien (um humanoide anfíbio e telepata); Roger (uma enorme homúnculo);  Johann Kraus (o espírito de um médium num fato de contenção); Kate Corrigan (uma professora de folclore da Universidade de Nova Iorque); e o capitão Ben Daimio (um militar das operações especiais com experiência no Oculto).
               Durante uma visita à igreja de East Broomwich (local do seu "nascimento"), Hellboy descobriu que foi concebido há 300 anos por uma bruxa e um demónio. O que prova que ele é, na realidade, meio-humano.
Hellboy: Seed of Destruction , uma das melhores grapich novels do herói demoníaco.
Historial de publicação: Antes de ser publicado pela Dark Horse Comics, Hellboy foi apresentado aos executivos da concorrente Detective Comics (DC). Embora tenham adorado o conceito desenvolvido por Mignola, desagradou-lhes o envolvimento de temáticas relacionadas com o Inferno.
               As primeiras histórias da personagem foram concebidas e desenhadas por Mike Mignola, sendo o argumento da autoria de John Byrne. Entre elas, encontra-se uma história de quatro páginas  a preto e branco, lançada durante a convenção de fãs San Diego Comic-Con em agosto de 1993. Dois anos antes, porém, Hellboy já figurara num panfleto onde era apresentada uma pequena biografia de Mike Mignola.
Audaz e irreverente. Assim é Hellboy.
Curiosidades: De acordo com Mignola, a personalidade de Hellboy foi decalcada da do seu próprio pai, um trabalhador que não raras vezes regressava a casa com mazelas mas que conservava sempre o bom humor.
                O nome "Hellboy" nasceu de uma private joke de Mignola, que achava o nome hilário.
                As aventuras de Hellboy e o estilo artístico de Mignola, foram fortemente influenciados pela arte de Jack Kirby, bem como pela obra de Bram Stroker (o criador de Drácula), o escritor preferido de Mike.

Noutros mediaDepois do sucesso do filme Hellboy (vide texto anterior), foi lançada uma sequela em 2008: Hellboy II: The Golden Army. Ambos protagonizados por Ron Perlman e ambos contribuindo para aumentar a visibilidade da personagem junto do grande público.
                           Fora do grande ecrã, Hellboy também já teve direito a dois filmes de animação  (Hellboy Animated: Sword of Storms e Hellboy Animated: Blood and Iron), lançados diretamente no circuito de vídeo e com as vozes dos atores que deram vida às personagens nos filmes referidos acima.
Hellboy ao serviço do DPDP também no cinema.
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 pessoas arrotaram nos comentários:

Postar um comentário